quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Canyon Trombudas


Passeio de Irati ate a cidade de Mallet. Corcel I do Piru ate a cidade de Rio Azul (35 km) e de Bike ate o Canyon das Trombudas na cidade de Mallet (37 km) integrantes da aventura: Eu (DudaAC), Marcio (Piru), Leandro (J) e o Cleiton (Peito de aço).

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Serra da Esperança


Serra da Esperança, Estado do Paraná, Brasil
Foto: Andres Ruggeri
http://picasaweb.google.com/andres.ruggeri/EstadoDeParan#

A Serra da esperança, como é conhecida no Paraná, trata-se de uma escarpa, que se estende de maneira descontinua dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, porém, recebem outros nomes.
A escarpa apresenta como principal característica seus paredões rochosos, de até algumas centenas de metros, e separa o segundo do terceiro planalto paranaense, é cortada pelas estradas que ligam a região a Guarapuava, e Inácio Martins.
A formação é dada pelo intemperismo diferencial sobre as rochas de maior resistência das rochas vulcânicas basálticas da Formação Serra Geral.
O sistema de fraturas também é de grande importância na formação dos paredões rochosos e as fraturas são muito abundantes.
A escarpa apresenta belíssimos paredões, cavernas, cachoeiras e canyons, a região de União da Vitória e Prudentópolis apresentam centenas de cachoeiras.
É uma área muito interessante para o turismo, como já acontece no Estado de Santa Catarina, nas serras do Corvo Branco, Rio do Rastro, e canyon como o de Aparatos da Serra.
No estado existe uma Área de Preservação Ambiental (APA) sobre as escarpas, que prevê uma utilização sustentável de seus recursos, inibindo o desmatamento e degradação dos demais recursos, sejam biológicos ou físicos, pois trata-se de uma área ainda abundante em florestas nativas.
Mesmo com a implantação da APA o desmatamento criminoso é muito comum na região, dizimando um dos últimos remanescentes da Floresta das Araucárias no Brasil.

Texto: Márcio Fábio Kazubek
Fonte: HOJE CENTRO SUL

A Serra da Esperança apresenta uma grande área de formação florestal contínua, constituída em quase sua totalidade por Floresta Ombrófila Mista em bom estágio de conservação. A área abriga muitas espécies para a conservação, como as Lauráceas e outras árvores importantes do bioma e fauna rica em mamíferos e aves de grande porte, assim como a anta (Tapirus terrestris), onça (Panthera onca), o puma (Puma concolor), o urubu-rei (Sarcoramphus papa) e a harpia (Harpia harpyja).

SERRA DA ESPERANÇA vem a ser uma denominação regional da Serra Geral ou Escarpa Mesozóica, que constitui a divisão entre o Segundo Planalto (sedimentar) e o Terceiro Planalto (basáltico) no Estado do Paraná.
A Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Esperança, foi criada através da Lei Estadual nº 9.905, de 27 de janeiro de 1992. restando fixado, no art. 20. o prazo de 180 (cento e oitenta) dias para a sua delimitação, bem assim, para o estabelecimento de normas de uso, que agora, em caráter emergencial e inicial é proposto. Aliás, na proposta de Decreto é outorgado ao I.A.P a incumbência de aditar o presente zoneamento, quando da elaboração de pesquisa mais detalhada e aprofundada sobre outros aspectos, tais como, situação fundiária/cadastral, monumentos, flora fauna, etc.
A APA da Serra da Esperança abrange os municípios de Guarapuava, Prudentópolis, Inácio Martins, Cruz Machado, União da Vitória, Mallet, Rio Azul, Paula Freitas, Paulo Frontin e Irati.
Esta APA possui uma área total de 206.555,82 ha.

Fonte: CELEPAR

Riqueza natural

Serra da Esperança, Serra dos encantos naturais...
Cores que brilham...
Natureza exuberante...
Caminhos sinuosos...
Sombras que refrescam...
Água refrescante e pura...
Local: Trombudas - Faxinal dos Trojan
Serra da Esperança, Paraná, Brasil
Acesso: Mallet

Sensações maravilhosas

Cachoeiras, trilhas, enfim, uma infinidade de atrações naturais...
Só estando lá para sentir todas as sensações que esse lugar provoca...
Em cada curva surge novas imagens...
É tanta riqueza em poucos segundos...

Local:
Trombudas: Faxinal dos Trojan
Serra da Esperança, Paraná, Brasil
Acesso: Por Mallet

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Trombudas

Trombudas
Localização:
Colônia 3 – Faxinal dos Trojan - Serra da Esperança
Distância do Centro (Mallet): 12 km
Meios de Acesso: Rodoviário não pavimentado – 9,5 Km com cascalho e 2,5 sem cascalho.

Formado pelo Rio Claro na Área de Proteção Ambiental da Serra da Esperança com aproximadamente 2,5 km de extensão, com vários saltos, sendo que alguns chegam a possuir mais de 50 metros de altura. Conta ainda com trilhas interpretativas, centro de visitantes, área para camping, rapel, bóia-cross e locais para banho e pesca. Localiza-se na Colônia 3 em Faxinal dos Trojan a 12 km da sede do município. Aberto ao público diariamente.

Fonte: Governo do Paraná
http://www.pr.gov.br/turismo/turismo_mun_mallet.shtml?turistas


Chegando ao local, é necessário estacionar o carro na barranca do rio, e caminhar por uma trilha que margeia o lado direito do rio, apresentando muitos obstáculos, exigindo um bom preparo físico. Nesse local é possível encontrar várias espécies de peixes como: truta, joana (peixe azulado só visto nestes locais), lambari, cascudo, bagre, guasca, entre outros. Também pode ser encontrado nessa área paca, capivara, macucos, jaguatirica, gato do mato, guará, tatu, quati, cateto, bugio, ariranha, serelepe, arara, tucano açu, jacu, uru, inhanbú chitam e muito mais animais e aves que vivem nesta área, e em via de extinção.
Apresenta vários poços no percurso do rio com as seguintes denominações pela comunidade local e profundidades aproximadas: Poço Preto - 2 metros, do Salto - 5 metros, da Miséria – 2 metros, da Pedra Vagão – 2 metros, da Volta – 2 metros, do Nica – 2 metros e da Pistola – 2 metros. Apresenta também, rochas denominadas pelas características naturais: Pedra Vagão, Lombo de Burro e outras. Dois córregos, sendo Sanga Funda e Arroio do Vidal. A prática de banho ocorre com mais freqüência no Poço da Miséria devido haver nas margens uma pequena praia com areia muito utilizada para camping. Em um percurso de 1,5 Km dos 2,5 Km, o rio atravessa um vale constituindo-se de um cânion.
Um dos atrativos turísticos mais visitado no Município, para a prática de pesca, banho, treeking, rapel, boia-cross, camping, e outras atividades de lazer. Essa maravilha da natureza apresenta em uma extensão aproximada de 2,5 Km, vários saltos, sendo cinco, chegando a mais de 50 metros de altura e mais três saltos menores, na barranca direita do rio, e na barranca esquerda três saltos pequenos, mas um com uma queda forte de água e no percurso do rio apresenta duas quedas pequenas e três grandes, com alturas aproximadas, sendo a primeira com 6 metros, a segunda com 15 metros e a terceira com 5 metros de altura.


Fonte: PREFEITURA MUNICIPAL DE MALLET
SEC. MUN. DE AGRICULTURA, ABASTECIMENTO E MEIO AMBIENTE
Realização da Pesquisa e Execução:
Franciele Alessandra Grenteski
Mário Aleixo Sieklicki
Disponível em: http://br.geocities.com/sheyla_cleder/mallet/sobre/historico.htm